segunda-feira, 12 de janeiro de 2015






QUANDO VOCÊ ME CHAMAR

Quando a tempestade passar
E você me chamar
Ao teu encontro irei
Cavalgando em um raio de luar
E te tocarei suavemente
Imitando a bruma da noite acariciando o mar
E viveremos um amor indulgente
Que à palavra transcende
E só os sentidos podem explicar
Então teremos dias de alegria
De uma alegria sem par
Daqueles que fazem morrer as querelas
E sumirem os motivos para chorar
Aí, dos espasmos da dor, resgatarei um sorriso
E, com ele, uma aquarela me porei a pintar
E pintarei dias de alegres primaveras
De flamboyants amarelos a florar
Debuxando magia
E fazendo o tempo se negar a passar
Para não quebrar o encanto
Que faz um ao outro se completar
Dando-nos a certeza de que longe um do outro não viveremos
E que juntos estaremos
Até o céu nos chamar.

6 comentários:

Mario disse...

Lindo poema, Ines. Parabéns.

Mell disse...

Realmente lindo e profundo! adorei visitar seu blog.. tbm tenho um, junto com uma amiga .adoro poesias e mensagens

Ana Luiza Dorner disse...

Muito bonito mesmo mas não tem autor?

Inez Resende disse...

Tem sim, Ana Luiza Dorner, todos os poemas do blog são de minha autoria, Inez Resende de Jesus. Obrigada pela visita. Volte sempre.
Inez Resende

regina helena andrade disse...

Muito linda poesia...

José Gomes disse...

Linda poesia!!! Gostaria de parabenizá-la e dizer-te que muito me alegra poder encontrar pessoas e obras assim como as suas, pois não muitos interessam-se pela literatura. Parabéns!!!