sexta-feira, 15 de maio de 2009



Adeus

Perdoa pela dor que de alguma forma te causei...
Também doeu muito em mim ... mas era preciso aquele adeus!
Era chegada a hora de apagarmos a luz, fecharmos a cortina , saírmos de cena de vez!
Precisávamos aceitar nossa sina sem querermos saber se quem errou fui eu ou se o errado foi você!...
O elo tinha sido partido , na batalha tínhamos sido vencidos e só nos restava o aceno derradeiro.
Hoje, algumas lágrimas ainda rolam, mas o tempo as farão secar.
Quiçá , apagarão também cicatrizes que insistem em nos marcar.
Então olharemos para a frente, superaremos obstáculos, perderemos o medo.
Do pó reconstruirmos sonhos , já que os de antes tornaram-se obsoletos.
Coloriremos nossas almas que de tão tristes desbotaram por inteiro!...
Escreveremos de nossas vidas novas páginas ... de nossa história, novo roteiro!

( Inezinha Resende)

3 comentários:

Jacky disse...

seu blog está lindoo..
quiando poder visite o meu tbm..
byee.

elvis poeta de rua disse...

ola adorei essa poesia não sei se é por que tambem passei por isso no passado.
mas me indentifiquei muito .

parabens.

comente tambem alguma poesia de um novo poeta obrigado.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.