sexta-feira, 15 de maio de 2009


Sem você


Sem você as horas são mortas
Os dias sem cor
Sou nau perdida em mar bravio
Sou lágrimas de dor!

Sem você sou noite sem estrelas
Sou beija-flor sem flor
Sou lua sem o sol
Sou a morte de um grande amor!

Sem você sou andarilho errante
Sou sol sem calor
Sou o adeus dos amantes
Sou sexo sem amor!

(Inezinha Resende)



Um comentário:

Meméia disse...

Que lindo Poeta querida.
Ler o seu "Sem você" é como deixar o mundo pro mundo! Adorei. Parabéns! Beijos