sexta-feira, 15 de maio de 2009

MARIA DE LOURDE, MINHA MÃE




Maria de Lourdes, minha mãe

Não é a de Nazaré , mas é Maria
Maria de Lourdes é o nome da flor
Ser de inesgotável ternura
Joia rara de imensurável amor!

Maria de Lourdes minha mãe
Com o dom da maternidade Deus te presenteou
E respondestes a este presente com gestos de puro amor
Implantando sementes do bem, nos filhos que gerou.

Maria de Lourdes, minha mãe
Orgulho dos filhos que Deus lhe deu
És pequenina que se agiganta
Na defesa de um filho seu!

Maria de Lourdes, minha mãe
Estes versos são para te homenagear
E dizer da minha alegria de ter sido o seu ventre a me gerar
E que não há no mundo mãe tão amorosa que contigo se possa comparar!

Inezinha Resende

3 comentários:

lis disse...

Admiro não só o poema, mas a essência do poema. Fico a imaginar que quanto a autora estava no ventre da mãe, já estava pensando em fazer esses versos tão profundos e cativantes. Vi nele, minha mãe.

Eliseu Banori disse...

sou Eliseu! sou poeta, gosto de escrever, ler, e viajar no além. Gostei muito dos seus poemas da forma como transmite seus sentimentos. Esse poema acendeu meu coração. Continue!
visite o meu blog, talvez vc tb se inspire por alguns momentos. www.oventoaindasopra.blogspot.com

Eliseu Banori disse...

sou Eliseu! sou poeta, gosto de escrever, ler, e viajar no além. Gostei muito dos seus poemas da forma como transmite seus sentimentos. Esse poema acendeu meu coração. Continue!
visite o meu blog, talvez vc tb se inspire por alguns momentos. www.oventoaindasopra.blogspot.com